Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Doares de ti...

por Carlos, em 28.11.17

DBPusHOXkAAfAbn.jpg

Para um começo de semana, trago-vos um tema complexo e ainda, muito pouco incorporado na sociedade Portuguesa!
A doação do próprio corpo à ciência!
O ensino atual da anatomia pode usar programas de computador cada vez mais próximos da realidade, mas eles ainda não substituem a investigação em cadáveres humanos.
Numa fugaz reportagem no canal do estado neste último domingo, falavam das poucas doações cadavéricas aos hospitais universitários onde se estuda o corpo humano! Comentavam que raramente ultrapassam as 100 doações anuais, quando seriam necessárias muitas mais!
O que pensam vocês sobre este assunto? Seriam capazes de dar de vocês, um ato generoso, mesmo que já cá não estivessem para se orgulharem?

Levantar esta discussão, mais não mexe do que com a crença religiosa de cada um, porque se pensarmos de uma forma cientifica, logo perceberemos que se não tivesse havido dissecação de cadáveres, certo seria que a medicina não estaria tão desenvolvida!
Mas já que toquei na religião, para quem acredita, a ressurreição é da alma que se eleva aos céus e nunca do corpo que acaba engolido pela terra numa cerimónia do adeus que mais não é de incentivo à dor e tristeza de quem fica!
Portanto a dúvida reside substancialmente entre o altruísmo e o adeus que não se terá, pelo menos na forma a que estamos habituados!
A doação, muito embora comece em vida com a aceitação, vê a sua continuidade assim que se morre, com os familiares devidamente informados a colocarem em marcha todos os organismos para que após a cerimónia fúnebre o corpo chegue à instituição escolhida!
Confesso que trago este tema a discussão convosco, mas sinceramente não pensei muito no assunto, capaz ou não de fazer tal doação! Contudo se pensarmos que doar é acreditar num futuro que não nos pertence, estaremos pelo menos a tentar que amanhã a ciência possa dar maior resposta e com rapidez aos casos que hoje em dia se tornaram de insucesso!
Vale a pena pensar nisto e se estou a partilhar convosco pensamentos, ideias é porque o assunto de facto mexeu comigo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


31 comentários

Imagem de perfil

De Maria a 28.11.2017 às 08:08

Gostaria que os meus órgãos servissem para ajudar alguém, o resto do corpo pode ser doado para a ciência sem qq problema
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 11:18

Para tal convém que te informes e assines os papéis onde autorizas!
Depois disso recebes em casa a informação com todos os passos que os teus familiares tem que dar assim que fechares os olhos!
Beijinho(Ainda me estou a rir do teu post!)
Imagem de perfil

De Maria a 28.11.2017 às 13:39

eheheh, beijocas
Imagem de perfil

De Sónia Azevedo a 28.11.2017 às 12:06

Confesso que o meu processo de crescimento enquanto ser, nesta dimensão, neste planeta, sabendo que este corpo é apenas matéria para que tenhamos uma forma física, se assim não fosse, seriamos apenas energia......mas ainda não me questionei sobre o assunto que abordas.....não, ainda não sei responder, nem a mim mesma!
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 12:08

Pois, tal como eu, não tenho ainda uma opinião bem formada!
Mas é um caso a pensar nos próximos tempos!
Beijinho grande.
Imagem de perfil

De m-M a 28.11.2017 às 12:48

Penso muito nisso, sabes?

Pelo menos dadora de órgãos, sou.
Imagem de perfil

De Triptofano! a 28.11.2017 às 12:59

Dadores de órgãos somos todos correcto? Quer dizer, para não sermos é que temos de nos inscrever para que seja recusada a doação, ou estou equivocado?
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 13:15

Sim Trip já o somos!
Em França por exemplo é o contrário, precisam de autorização do próprio ou da família (após o óbito).
Imagem de perfil

De Triptofano! a 04.12.2017 às 15:59

Mas acho que muitas pessoas desconhecem que são doadoras de órgãos.
Na realidade nem sei quais são os critérios de elegibilidade para alguém poder doar um órgão aquando o seu óbito!
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 13:16

Também tenho pensado desde que vi a notícia!
Podemos fazer a diferença no futuro...mas ainda é um assunto pouco discutido!
Beijinho.
Imagem de perfil

De m-M a 29.11.2017 às 11:03

Por lei somos, sim.

Mas, em caso de doença/morte súbita em que ainda estás algum tempo no hospital a aguardar decisão médica, os teus herdeiros podem impedir a doação. (é algo que eu quero deixar "tratado", já que nos meus familiares diretos, nem todos os decisores concordam com a doação...)
Imagem de perfil

De Triptofano! a 04.12.2017 às 16:00

Não fazia ideia disso.
Sabes-me indicar onde é que se encontra essa legislação?
Obrigado :)
Imagem de perfil

De m-M a 05.12.2017 às 09:42

Terei que pesquisar, mas soube disto o ano passado quando estive a tratar da compra da casa - se me lembro corretamente, o notário aconselhou tratamento pois na falta de testamento vital ou documentação equivalente, aplica-se a regra da decisão por herdeiro maioritário ou conjugue...
Imagem de perfil

De Triptofano! a 05.12.2017 às 09:47

É incrível as coisas que desconhecemos e que se encontram na legislação.
Acho que devíamos na escola ter uma cadeira só sobre estes assuntos, para quando chegássemos à idade adulta não andarmos à nora!
Imagem de perfil

De m-M a 05.12.2017 às 11:56

( E não ficarmos com cara de "tacho" a olhar para o notário... )
Imagem de perfil

De Triptofano! a 05.12.2017 às 12:00

Sim, também é algo bastante importante
Imagem de perfil

De Triptofano! a 28.11.2017 às 13:02

Ainda há pouco tempo pensei neste assunto e muito honestamente não consigo ter uma resposta definitiva.
Por um lado faz-me impressão estarem a mexer com o corpo que abandonei depois da minha morte - será ele honrado ou banalizado como mais um?
A outra face da moeda diz-me que a medicina precisa de avançar,e se de uma forma ou outra vou apodrecer ou transformar-me em cinzas porque não servir na aprendizagem daqueles que podem vir a salvar vidas?
Não tenho a certeza do que vou dizer, mas creio que todos os corpos que estão em morgues e não são reclamados por familiares acabam nos hospitais universitários -será que já estão a contar esses no número de doações?
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 13:19

Não sei se será bem assim...
Os que ficam na morgue acabam sepultados ao fim de algum tempo!
Mas também posso estar equivocado!
Tenho pensado muito no assunto, e porque não, se no fim mesmo depois de fecharmos os olhos possamos fazer a diferença?
Grande abraço.
Imagem de perfil

De Triptofano! a 04.12.2017 às 16:02

É um assunto que dá muito em que pensar, e acho que talvez muita gente possa não querer doar o corpo à ciência para evitar o transtorno psicológico que a ideia pode causar nos familiares.
Um abraço
Imagem de perfil

De M a 28.11.2017 às 18:55

Não penso nisso, sinceramente. Mas depois de ler este post fiquei intrigada. Boa questão...
Beijinho
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 19:07

Serve mesmo para isso!
Abanar os conceitos há séculos instalados, abanar mentalidades.
Beijinho grande.
Imagem de perfil

De cheia a 28.11.2017 às 19:30

Não sei o que dizer! Por um lado gostava de contribuir, por outro parece que ainda não estou preparado, para assinar esses papéis.
Parabéns pelo post.

Um abraço
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 19:33

Obrigado!
É daqueles assuntos que, sabemos merecer discussão, mas deixamos sempre de lado!
Até que vês uma notícia sobre o caso e pronto ficas a pensar...
Grande abraço.
Imagem de perfil

De Beia Folques a 28.11.2017 às 20:39

A questão é mesmo essa, pensar nisso.
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 20:53

Eu até era capaz de aceitar...
Podemos fazer a diferença depois de fecharmos os olhos!
Vale a pena pensar nisso!
Beijinho
Imagem de perfil

De HD a 28.11.2017 às 20:43

Honestamente... ainda não tenho uma opinião completamente formada sobre este tema muito delicado... :\
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 20:55

Faz confusão não é?
Mas se pensarmos que já cá não estaremos, porque não ajudar a ciência e as gerações futuras?
Grande abraço.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 28.11.2017 às 21:39

Acho que o tema é muito pertinente (e um bom tema para destaque).
A mim, não me choca que o meu corpo tenha alguma utilidade depois da morte. POrém, é ma decisão pessoal e das familias de cada um.
Imagem de perfil

De Carlos a 28.11.2017 às 21:47

Sim, uma decisão bastante pessoal e que requer perceber ao pormenor todos os passos que são necessários antes e depois de fecharmos os olhos!
Tenho pensado no assunto, mais porque vi a reportagem!
Abraço enorme.
Imagem de perfil

De Ladys a 29.11.2017 às 10:27

Fiquei contente com a alteração da lei para doação de órgãos, pois é algo que sou mesmo a favor.
Mas, faz-me um bocado de confusão estarem a mexer no meu corpo, eu sei que já não estou cá, mas essa exposição ainda me incomoda.
Bjs, Marina
Imagem de perfil

De Carlos a 29.11.2017 às 10:30

Não é um assunto muito fácil!
De todo...
Ainda não sei se seria capaz ou não, mas que se trata de um gesto nobre para com as gerações futuras, disso não restam dúvidas.
Beijinho e obrigado.

Comentar