Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



1_TRyOtJ6N-a7i1fskpr2Wmw.jpg

 


Esta quinta-feira e depois do stress do rigoroso exame a que o meu menino foi submetido, resolvemos ir ao cinema ver The Greatest Showman! Era um filme que despertava e muito a minha atenção e depois de ler diversas opiniões nos blogs, incluindo no da Ana, ainda mais aguçada ficou a minha curiosidade!
Com este musical entramos novamente no universo da beleza e da magia circence! P.T.Barnum, desempenhado na perfeição por Hugh Jackman, é um visionário que consegue criar um império ao produzir um espectáculo com pessoas diferentes daquilo que os demais estavam habituados! Tudo o resto que poderia contar sobre o filme iria revelar a verdadeira essência da história e não quero de todo desfraudar as expectativas de quem tenciona ir ver o filme!
Gostei da imposição feita pelo protagonista ao dar oportunidade à diferença de se fazer notar, como a Mulher Barbuda, o Homem Cão e até o Anão, desencadeando ali bastante repúdio numa época em que ser diferente era ainda tabu!
Gostei da música, conseguiram fazer com que abanasse o pé!
Gostei da totalidade do elenco, inclusivé do papel de Zac Efron na pele de Philip Carlyle e da história de amor que se desenrolou entre ele e uma artista circence vinda de uma classe social inferior!
Foi um filme que, de facto, valeu bem a pena!
No final e antes mesmo de subirem os créditos uma frase original de P.T.Barnum e que nos deixa a pensar:
"A arte mais nobre é fazer os outros felizes!"
E afinal, quem é que nunca foi feliz a assistir a um filme?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

2415ddda-b61c-4f4c-a3e2-ab564bc69e6f

 

 

Este domingo uma sobrinha falou-me deste filme e da forma como deixou a sala do cinema no final do mesmo, despoletando em mim uma enorme curiosidade!
Assim eu e o meu companheiro aproveitamos para o ver no mesmo dia ao final da tarde!
Confesso que inicialmente e apesar de ter lido a sinopse, o filme não estava a cativar-me, cansou-me perante a importância de contar a história de alguns dos intervenientes, tratando-se de uma história verídica, existiam ligações que tinham que ser contadas para percebermos melhor o desenrolar das cenas!
Contar mais do que isto é revelar demais, apenas vos confesso que misturei as imagens recentes de Pedrogão e da Região Centro que estiveram a braços com os piores incêndios de sempre e que me vieram à memória com as imagens que estava a ver no cinema!
Foi complicado gerir as emoções e confesso, saí do cinema 'entalado', com os olhos marejados de lágrimas!Se puderem, vejam o trailer...




 

 

Sinopse - "Todos os homens são criados da mesma maneira… depois, só alguns deles se tornam bombeiros. É a história heróica de uma unidade elite de bombeiros que, através da esperança, determinação, sacrifício e o impulso para proteger famílias, comunidades e o seu país são para eles o ato mais importante da vida."

 Agora preciso de um filme mais natalício, é que com este não há espírito que resista!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Detalhe cinematográfio #1 - Geostorm

por Carlos, em 22.10.17

Vi publicidade deste filme em Abril ou Maio deste ano e como amante que sou deste género cinematográfico, não poderia perder a estreia do mesmo!
Quer dizer, não fomos à estreia que ocorreu esta quinta-feira no nosso país, mas agendamos para a tarde de hoje a ída ao cinema!
Após o almoço em casa da minha mãe, rumamos então ao Marshopping, conhecem? Fica em Matosinhos...
Confesso que ao chegar ao referido espaço comercial, julguei por momentos estar num daqueles dias de Inverno próximos ao Natal! É que o exterior do shopping estava repleto de carros e os dois pisos destinados ao estacionamento estavam completos!
Bonito! Pensamos nós! Contudo conseguimos facilmente um lugar de estacionamento visto estar um condutor a sair no exacto momento em que entramos!
Aproveitamos para tirar imediatamente os bilhetes para a sessão das 18h10 na sala Imax, para a qual rumamos após uma volta pelo shopping.
Confesso que as expectativas em relação ao filme eram enormes e sinceramente não saímos de lá desiludidos, porque o filme foi qualquer coisa...
Espectacular meus amigos!
É claro que os filmes do género que retratam o quase fim do mundo acabam por nos dar mais do mesmo, mas a história é sempre diferente e este tem um princípio que nos alerta para a forma como cuidamos do nosso planeta e oferece-nos uma visão do que nos poderá esperar no futuro!
O filme mostra já a fórmula encontrada para nos proteger do possível fim do mundo, mas como sabemos, as máquinas não são infalíveis!
E quando chegamos ao ponto da história em que pensamos estar diante um final, mais do mesmo, igual a qualquer outro, neste somos surpreendidos pela positiva.
Eu pelo menos fui surpreendido!
Aconselho e dou nota máxima!
Não percam Geostorm com Gerard Butler no principal papel!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

Ver perfil
Seguir perfil



Detalhes passados

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



No facebook


Outros detalhes