Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





No hospital...

por Carlos, em 12.12.17

o.jpg

 Quando aqui há uns meses expus num outro blogue, entretanto extinto, a minha aventura num hospital onde me diagnosticaram com 'papeira', jamais pensei que voltaria a viver outra meses mais tarde! E quando falo em aventura, refiro-me ao tempo que se perde, às cenas a que se assiste e ainda ao atendimento que se tem!

Mais uma vez, não vou inventar, vou contar o que os meus olhos viram e os ouvidos escutaram!
O meu companheiro há cerca de semana e meia que tem apresentado umas queixas abdominais e muito embora tenham aliviado, entretanto sentia que pioravam! Decidimos então ir às urgências do Hospital Pedro Hispano onde após a triagem lhe foi atribuída a pulseira verde!
Seriam 19h deste sábado quando entramos na sala de espera, onde lhe disse contente, olha só tens este casal à tua frente!
Os minutos foram passando, foi chegando mais gente e pelo micro chamavam sempre pessoas que não estavam ali. Olhava em volta e só via pulseiras amarelas, o que nós tendo uma verde não teríamos prioridade alguma. Entretanto enquanto vagueava pela sala, decidi vir até à porta onde aconteceu o primeiro episódio caricato da noite, e desculpem meus senhores esta afirmação, quando me apercebi que estava diante de elementos de etnia cigana logo percebi que a noite não iria correr bem!
“Ai, ai, ai!Estou com muitas dores! Ai que vou morrer!” - Gritava o jovem!
Reparem tinham acabado de chegar!
“Nunca mais me chamam!” “Vou rebentar com as portas!” - Continuou ele entre gemidos teatrais e alguns silêncios!
Nisso entra em ação a namorada!
“Vou entrar por estas portas e vou apanhar uma enfermeira pelos cabelos e vais ver como vais ser atendido!”
Começou então a abrir as portas todas dos consultórios, mas naquele momento, os médicos estariam com outros utentes (ou não?) a fazer exames!
Eu só pensava para mim, não estou a assistir a isto, pois não?
Dez minutos depois ainda não tinham chamado ninguém, e eles continuavam, queriam entrar à força toda à frente de outros com a mesma cor de pulseira, até que ouviram vozes num consultório e a rapariga abriu de rompante a porta do mesmo aos gritos com quem lá estava a exigir sob porrada ajuda ao namorado! O médico que estaria com uma utente, pediu à jovem que se retirasse e o namorado desta (que lhe doía muito a barriga!!!!), sai da maca em direção ao médico para lhe bater! Levantou-se logo ali um pandemónio que meteu a polícia à mistura! Como em qualquer hospital existe um efetivo da PSP, o mesmo chegou imediatamente e o médico exigiu que os dois jovens fossem notificados. (Abençoado médico, com tomates e sem medo!)
Colocaram a jovem no exterior das urgências! E ao jovem cigano disseram para se acalmar e aguardar pela sua vez!
Nisso entra a parte ainda mais teatral! Atirou-se da maca ao chão a dizer que tinha muitas dores, chorava e dizia que ia morrer como o pai morreu, de cancro no estômago!
Por momentos senti um pouco de pena, mas todo aquele filme era apenas para passar à frente de todos os outros!
O que é certo é que voltaram a colocar a namorada ao lado dele, a mesma que provocou tudo e entraram, na vez deles! Não foram à frente de ninguém! (Abençoados médicos que não se deixam intimidar!)
Quando saíram do consultório, alguém lhe perguntou como estava!
De sorriso de puro gozo:”Estou um homem novo!”
A sério? Ah grande animal!
Já sei, nem todos os ciganos são iguais...dizem os apaziguadores!
Mas eu não penso assim.

Fomos atendidos perto da meia noite!
Pediu um exame!
Exame feito, no regresso ao médico, para mal dos nossos pecados o homem demorava a colocar a password no computador para abrir o processo, eis então que eu percebo que o médico, sim, o médico estava a dormir diante do monitor! Demorou uns dez minutos a abrir o computador e a passar um xarope!
Dá para acreditar?
Sim foi no Pedro Hispano em Matosinhos!
Ainda tive para apresentar queixa dele, mas eram já 2h quando pagamos a urgência e o que eu mais queria era sair dali!
No fim o alívio de o diagnóstico ter sido bem leve!
Ainda assim vim indignado com a cena do cigano!
Mas quando é que aplicarão penas mais pesadas a estes oportunistas da treta?
Boa semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)


46 comentários

Imagem de perfil

De Maria a 12.12.2017 às 08:06

Infelizmente sei bem do que falas e, seja num hospital, numa repartição publica (seg social obviamente) acabam por ter direito a tudo por vencerem pelo medo e pelo cansaço. São todos? Não. Sao muitos e é uma situação comum? Sim
Imagem de perfil

De Ana Gomes a 12.12.2017 às 09:41

Bem nesse hospital nao tenho queixa nenhuma... estive ai numa urgencia com o meu marido com uma mao partida... entraram os ditos ciganos à frente e não demoramos mais do que 1h30.
Tive aí o meu primeiro filho e nao tenho razao de queixa de ninguém!
Mas como em tudo precisamos de ter sorte... muita sorte!
As melhoras!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:41

Nas urgências acaba sempre por acontecer alguma coisa de caricata!
Pelo menos comigo, tenho algumas histórias, desde perderem um paciente, (familiar meu) a ter estado 4 horas à espera de ser atendido, para me dizerem que precisavam de fazer-me um ecografia, mas que teria de lá voltar no dia seguinte por ter encerrado o serviço!
A sério?
Enquanto não for nada de grave...
Obrigado pela visita.
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:38

E ninguém faz nada infelizmente! Esta triste realidade tem centenas de anos e vai continuar assim nas gerações futuras! Isto porque nesse campo, não temos um Trump a governar em Portugal! É que nalgumas coisas até posso discordar do homem, mas tenho a certeza que neste campo ele poria a mão!
Imagem de perfil

De Sónia Azevedo a 12.12.2017 às 09:52

Não conheço o Hospital, mas a " ciganada" faz-me um bocadinho de comichão.
Não quero discriminar ninguém, mas chateia-me que consigam tudo sem contribuir com nada, mas a culpa nem é deles, é sim de quem permite que assim seja!
Bjinhos
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:42

A mim revolta-me mesmo!
Fico doente e depois só digo baboseira pela boca fora, do estilo..."Isolem-nos numa ilha longínqua!" . Ficávamos em paz não?
Beijinho.
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 12.12.2017 às 09:52

todos nós sabemos o que o outro político disse doas ciganos, toda a gente lhe caiu em cima, chamaram-no de tudo, menos duma coisa, de mentiroso!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:43

E essa é a grande verdade! Por isso mesmo que até apoiei a coragem dele em falar, em colocar o dedo na ferida!
Beijinho.
Imagem de perfil

De Genny a 12.12.2017 às 09:54

Bom dia, Carlos!
Antes de mais, espero que o teu companheiro esteja melhor.
E concordo em absoluto contigo, quando é que aplicarão penas pesadas à maioria desses oportunistas?! Vale a pena ser cigano neste país!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:45

Está mais ao menos bem! Veremos o resto da semana como a vai passar...Obrigado!
O governo deveria agir com mão pesada sobre eles, mas não, tem medo e por isso toleram tudo e mais alguma coisa!
Beijinho grande.
Imagem de perfil

De Quarentona a 12.12.2017 às 10:26

Aaaahhh... os ciganos... e tanto haveria a dizer sobre essa etnia. Por falar neles, alguém sabe o que aconteceu àquele par de ciganitos que foram flagrados a espancar um rapaz em Coimbra? Ah pois é...
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:46

Esses? Andam fugidos, mas pelo que soube no Você na TV, os mesmos já foram vistos na cidade a almoçar num restaurante! E onde estavam as autoridades?
Enfim... Acredita em mim, não lhes vai acontecer nada!
Beijinho.
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 12.12.2017 às 10:35

Sei bem do que falas,porque o meu marido foi durante algum tempo segurança em vários hospitais, e cenas com ciganos eram o prato do dia. Infelizmente, nem sempre as coisas correm bem para quem não tem medo deles. Um colega do meu marido teve alguns dias de "baixa" com medo de ir trabalhar, por causa de uma cena que aconteceu com um cigano, e de ameaças que lhe fizeram.
Já aqui em Mafra, não é preciso ser cigano. Basta ser médico, um cubano, para gerar confusão, pois era o próprio médico que chamava quem conhecia e era amigo em primeiro lugar, e os outros que esperassem.
As melhoras do teu companheiro!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:48

Obrigado Marta!
Más experiências todos as tem, e infelizmente o governo sabe disso e não age!
Sabes porquê? Não precisam de ir a um hospital publico ou a uma instituição de finanças para verem esta triste realidade! Tem quem o faça por eles...
E nós é que temos que os gramar!
Enfim.
Beijinho.
Imagem de perfil

De ipgines a 12.12.2017 às 10:48


Espero q o teu companheiro esteja melhor!
Ri-me imenso com isto.
Anda a TVI a recrutar loiras de olho azul para fazer de ciganas quando há tanto talento por esse mundo fora!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:50

Está mais ao menos! Veremos como corre o resto da semana! Obrigado!
Sabes, não me dá para rir, pois já tive sérios problemas com elementos desta etnia e enerva-me saber que nada lhes acontece! É lamentável... Onde pára a justiça?
Obrigado.
Imagem de perfil

De Paula Rocha a 12.12.2017 às 11:03

Carlos eu não tenho razão de queixa do Hospital Pedro Hispano, aliás até o tenho elogiado vezes sem conta no meu blog, mas lá está há muito que não vou ás urgências. Quando o faço é em relação à minha filha e aos 9 anos que lá ando em consultas.
Quanto aos ciganos não me manifesto, desculpa, senão teria alguns á porta a fazer-me uma espera
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:54

Acho que a crítica que tenho acaba por basear-se às urgências e já são diversas as situações! No restante não tenho razão de queixa!
Os ciganos...esses, sabem-na toda!
Beijinho
Imagem de perfil

De @sem-espinhas a 12.12.2017 às 14:20

Situações chatas mas acontecem :-/....as melhoras do companheiro.... beijinhos

Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:55

Obrigado!
Sim são situações que abomino, tamanha é a revolta que me invade!
Beijinho!
Imagem de perfil

De Edite a 12.12.2017 às 15:14

Tão verdade! Já me aconteceu num episódio de urgência na Pediatria. Estava lá a família em peso: a bebé, a mãe (14 anos), o pai (15 anos), o irmão e a mãe do pai da criança e nem sei quem mais. Tentaram agredir a médica-pediatra porque queriam entrar todos para dentro do consultório. Foram postos na rua pela própria médica já que o segurança vinha pálido e apavorado! Depois ficaram na sala de espera e o irmão do pai (com cerca de 12 ou 13 anos) entrou na casa de banho em frente e, como não fechou a porta, vi que estava a dançar em frente ao espelho!!!
Ah, sei as idades dos intervenientes porque a sogra, vestida de negro e com lenço na cabeça, fez questão de dizer, alto e bom som, que a médica era uma irresponsável, que a nora só tinha 14 anos e o marido 15 anos, e que precisavam da presença dela porque eram ainda duas crianças.
Ouvi. Pensei. Nada disse. Creio que fiquei totalmente incrédula!!!
Imagem de perfil

De Carlos a 12.12.2017 às 19:57

Enfim...lamentável!
Eles fazem o que querem e bem lhes apetece e depois ainda gozam!

Beijinho.

Comentar


Pág. 1/2



Mais sobre mim

Ver perfil
Seguir perfil



Detalhes passados

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



No facebook


Outros detalhes