Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Chamo-me Carlos

por Carlos, em 08.01.18

26066309_324906654659703_7257820201331195904_n.jpgCristina Ferreira, apresentadora e empresária de sucesso, sobejamente conhecida e reconhecida pelo excelente trabalho e apostas televisivas e não só, que tem feito no nosso país, chegou, ganhou e ainda tem o prazer de marcar a diferença com a polémica! Está-lhe no sangue, acredito, este gosto de colocar as pessoas a pensar, de convidar as pessoas a colocarem-se no mais difícil dos papeis e daí tirarem conclusões! 
E como é que ela faz isso, perguntam vocês?!
Através da revista que lançou a nome próprio em meados de 2015!
Daí para cá, todas as capas da referida publicação tem o seu qb de mistério, sensualismo, choque e até de polémica como aquela que saíu para as bancas este mês!
Como a própria refere e bem, "a polémica só existe quando o tema incomoda"! Dito isto, só me apraz dizer que ela gosta de abanar mentalidades.
Os tempos são de mudança, afirma a própria, é tempo de levantar questões e sobretudo ir de encontro às maiorias instaladas!
Ter noção que nem sempre as maiorias são o modelo ideal a seguir e o que verdadeiramente nos faz feliz, pode trazer dissabores e bastante sofrimento e a partir daqui começa a história do Tiago, ou de Stefani Duver como gosta de ser reconhecida enquanto Drag Queen residente do bar Finalmente em Lisboa! Este mês, ele é a capa da revista Cristina!
Numa entrevista intimista, ilustrada e bem por uma sessão fotográfica que sem rodeios expõe o gosto de Tiago em vestir-se de mulher o próprio, filho de um farmacêutico e de uma funcionária da Assembleia da República, assume a homossexualidade e que aquilo que o mais deixa feliz é subir acima de um palco e desempenhar um dos seus números! A luta deste criança contra o preconceito, pois desde sempre ostentava uma imagem androgena que despertava a curiosidade, a dúvida e a chacota, o percurso escolar onde a crueldade das crianças conseguia ser atroz até à realidade da muita família, irmãos inclusivé e amigos que lhe viraram as costas, consegue nos facultar a ideia de quão mesquinhas as pessoas conseguem ser! Felizmente teve um pai, que apesar de demorar, conseguiu aceitar e apoiar e uma mãe que desde cedo soube que aquele filho único,era diferente pela maneira de ser, estar e sobretudo quando já adolescente, a maquilhagem e os vestidos lhe desapareciam lá de casa!
Esta mãe escreve uma carta emotiva ao filho, consta da revista, e revela todo este percurso desde muito novo, do Tiago, o menino que gostava de brincar com bonecas e que na escola não queria jogar à bola! Hoje, a mãe é a melhor amiga do Tiago!
Porque para mim amar um filho é isto, apoiar no caminho e nas escolhas que se fazem ao longo da vida!
Mais uma vez Cristina Ferreira tráz à capa da sua revista a diferença, assim como fez com o beijo gay numa edição passada!
A mensagem no fundo é dar a conhecer a vida por detrás do estereótipo, como que a pedir respeito pela diferença!
Esta é a história do Tiago, drag queen, homossexual que gosta de subir ao palco vestido de mulher!
Podia muito bem ser a história de outro alguém, homossexual, que namora com um homem há dez anos, vive com ele há 8 e que é muito feliz! Então aí o título da capa, seria:
Chamo-me Carlos!

Autoria e outros dados (tags, etc)


54 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2018 às 08:04

Não sendo propriamente fã da Cristina, também acho importante pôr as pessoas a pensar nestes assuntos e ensiná-las que não há mal nenhum em aceitar e respeitar a diferença.
Bom dia :))))
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:17

As pessoas esquecem-se de respeitar o maior bem que a vida nos ofereceu, a liberdade! E tendem a criticar a liberdade dos outros...
Beijinho, obrigado!
Imagem de perfil

De @sem-espinhas a 08.01.2018 às 08:17

é bom fazer pensar nisso e libertar a sociedade desse preconceito :)
Gostei do texto :D
Beijinhos
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:18

Ainda existe muito preconceito!
Abanar mentalidades é urgente...
Beijinho
Imagem de perfil

De Hikarry a 08.01.2018 às 08:29

Comparada com a história do Tiago, temos algumas parecenças. Sou lesbica e há quem ainda gozar comigo por causa disso. A minha mãe aceitou bem e o meu pai não pode ouvir falar nisso...tenho um pequeno desejo de pelo menos experimentar ser uma drag king por uma noite, coisa que nunca contei a ninguém, de modo que adoro quando saiem histórias boas sobre isto na mídia
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:19

Porque não segues esse desejo! Temos pouco tempo para sermos felizes, há que fazer por isso...
Beijinho
Imagem de perfil

De miss queer a 08.01.2018 às 08:57

a Cristina tem feito a diferença e Portugal precisa disto!
da parte dos amigos nunca tive nenhum problema... mas em casa... oh!
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:20

Pois em casa é muitas vezes um problema enorme!
Eu não tive problemas, o meu companheiro também não, mas por vezes ouvem-se histórias do arco da velha! Mentes pequenas é o que é...
Beijinho
Imagem de perfil

De Ana Gomes a 08.01.2018 às 08:59

Poderia ser a capa de muitos que se sentem julgados pelas escolhas.
Apoio todas estas capas porque somos todos diferentes mas todos iguais!
Beijos
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:20

Há que respeitar...isso é o mais importante contudo mais difícil!
Beijinho
Imagem de perfil

De Beia Folques a 08.01.2018 às 09:03

Gostei muito do teu texto por ser sincero, genuíno e sentido o que já não posso dizer da revista Cristina e o seu oportunismo mediático.
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:22

Obrigado Beia!
Se me permites, a Cristina tem aproveitado, é verdade, porque também lutou para chegar aqui!
Depois as marcas fazem o resto, daí ter o país a seus pés....
Beijinho
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 08.01.2018 às 11:25

Aos poucos o preconceito vai desaparecendo, mas ainda falta muito!!!
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:23

A caminhada é enorme e ainda nem sequer chegamos a metade do percurso!
Beijinho
Imagem de perfil

De green.eyes a 08.01.2018 às 12:21

Confesso que não sou fã da Cristina Ferreira. Simplesmente não simpatizo com a sua personalidade. Irrita-me o seu sorriso estridente ... e etc.

No entanto, reconheço que o tema da revista foi muito bem escolhido e que o devemos abordar com a maior naturalidade.
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:24

Contudo é uma capa que tem sido alvo de chacota! Nem toda a gente está preparada para a diferença e prova disso os comentários que se lêem nas redes sociais!
Beijinho.
Imagem de perfil

De Cris a 08.01.2018 às 12:31

A Cristina tem o dom de colocar as pessoas a pensar sobre assuntos que não se falam com naturalidade...

Quanto ao teu comentário, sim, eu é que tomo as rédias da minha vida, daí ter ficado um pouco triste por quererem mudar coisas na minha vida que eu não quero que aconteçam... :/

Beijinhos*
Imagem de perfil

De Carlos a 08.01.2018 às 18:26

São temas que já não deveriam ser inoportunos...mas lamentavelmente ainda causam mossa na sociedade!
Beijinho

Comentar


Pág. 1/3



Mais sobre mim

Ver perfil
Seguir perfil



Detalhes passados

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



No facebook


Outros detalhes