Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Cenas de um funeral

por Carlos, em 10.01.18

cruz_20160914_pf.jpg

A notícia não me apanhou de surpresa, contudo é sempre um arrepio quando somos confrontados com a morte, mesmo que não seja no nosso núcleo familiar!

Foi a mãe de uma grande amiga minha, a Dona... por quem sempre senti um grande carinho e respeito, mas quis a doença aparecer e em poucos meses ceifar-lhe a vida.
Pensei para mim, como não poderia estar no velório, no dia do funeral apareço mais cedo, pela hora de almoço e como não deve estar muita gente consigo conversar com a minha amiga e espero com ela pela hora do funeral! E assim foi...
Não tinha realmente muita gente e consegui dar-lhe um enorme e sentido abraço, garantindo-lhe que estarei sempre aqui para o que ela precisar, contudo creio que naquele momento qualquer silêncio meu significaria a mesma coisa visto ela ter sentido num simples abraço todo o meu apoio e compreensão nesta hora difícil!
Com o aproximar da hora do funeral afastei-me e deixei que aquele momento fosse vivido em família e eis então que começam as cenas de um funeral onde nitidamente muitos não se estavam a enquadrar.
Na sala da capela onde o corpo estava a ser velado, avisto os filhos abraçados, tristes, desconsolados, ao mesmo tempo que toda a gente que rodeava o espaço mais parecia estar no café da esquina em amena cavaqueira enquanto se toma um café! A sério? Respeito, meus senhores, mais respeito... Nem com a chegada do pároco as pessoas entenderam que o momento seria de silêncio levando a que o agente funerário intervisse de forma eficaz! 
As pessoas banalizam os momentos e pior, perdem o respeito pela dor dos familiares!
Após o levantamento do corpo, dirigimos-nos à igreja.
Iniciadas as cerimónias funebres consigo perceber que o pároco habitual havia sido substituído por outro e eis que começa o segundo momento irrisório! Uma missa que a certo momento me questionei se não seria uma cena da IRUD com o padre aos pulos, ou alguma palestra sobre como virar as costas à dor! Naquela hora, instantes houve que a cara de espanto dos presentes era notória com as 'bacoradas' que o padre ousava dizer! 
"Vamos sorrir, não é tempo de lágrimas!" "Esta é a nossa única certeza, todos teremos o mesmo destino!" "Vamos nos encontrar todos um dia destes lá em cima e fazer uma festa!" E entre saltos e perguntas do estilo, estou certo ou errado, esperava que todos respondessemos em uníssono...SIM!!!
Eu estava incrédulo!
Um amigo meu que assistia, apenas me disse ser uma perspectiva diferente da morte, eu respondi, para nós até podemos entender, mas ele não está a respeitar a dor da família!
Acreditando que nada mais me fosse deixar de boca aberta, o pároco sai-se com uma verdadeira pérola...
"Ainda há uns tempos comentei, vamos todos, o rico e o pobre, o dono do Continente também não foi?"
Neste momento caiu-me tudo, o homem não pode estar bem!
Ainda pensei que estivesse bêbado pois a cada passo dizia o servo ao invés de serva, contudo corrigia-se imediatamente!
Eu acho que assim conseguem chamar os fiéis à igreja, pois de caminho tiram o lugar aos humoristas do Stand Up Comedy!
No fim, após o enterro, mais um abraço e a promessa de sermos mais presentes na vida uns dos outros, não dando como desculpa a rotina para as nossas ausências!
Até sempre Dona...

Autoria e outros dados (tags, etc)


50 comentários

Imagem de perfil

De Quarentona a 10.01.2018 às 07:58

Quantas missas já tinha rezado nesse dia? Já estava com os copos, de certeza! Tirando o padre, recentemente vivi tudo o que descreveste na 1.ª pessoa e é tal e qual como dizes, enfim...
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:32

Enfim mesmo, não há respeito pela dor das pessoas!
É lamentável...
Imagem de perfil

De Maria a 10.01.2018 às 08:27

(Felizmente) não vais a muitos velórios... São quase sempre assim.

Muita força
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:32

Ora...felizmente mesmo, porque se fosse dum familiar meu, certamente eu não me calaria!
Beijinho.
Imagem de perfil

De Beia Folques a 10.01.2018 às 08:44

Realmente dá um certo desconforto estar numa cerimonia dessas e o motivo estar a ser levado com tanta ligeireza. No minino estranho, digo eu. Encaro a morte como uma grande perda para quem cá fica...
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:34

É certo que deveríamos aprender a encara-la de outra forma, para muitos ainda é o bicho papão, contudo temos que saber respeitar o momento e a dor das pessoas! Ontem não encontrei isso...
Beijinho.
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 10.01.2018 às 10:13

Vai lá vai!!! Provar o vinho nas missas tem destas coisas!
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:35

Sim e como foi após o almoço não sei se foi com copo cheio, a transbordar!
Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 10.01.2018 às 10:30

Já fui a um ou dois, e à excepção do padre, tudo o resto se confirma.
Por mais que o padre tenha uma visão diferente, o respeito pela família deve permanecer, e o discurso poderia ser diferente, sem chocar.
O meu pai é uma dessas pessoas que está sempre a dizer-nos "quando morrer, não quero lágrimas, quero que façam uma festa, e cantem, e não preciso que vão lá pôr flores na campa, que eu não preciso delas." E a minha mãe acha que ele está armado em parvo, e não lhe liga nenhuma!
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:37

A minha mãe pensa um pouco como o teu pai!
Eu também não sou de flores e romaria às campas, mas isso não invalida o respeito que temos pelo momento e pelas pessoas que vão e que cá ficam!
Ontem foi um desrespeito total, como referi noutro comentário, com familiar meu, eu não me calaria!
Imagem de perfil

De Sweetener a 10.01.2018 às 10:35

Peço imensa desculpa não me focar no momento de dor da tua amiga, mas eu não sei se me tinha calado ao ouvir tanta barbaridade... Chama se padre a uma coisa dessas?! Estou em choque...
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:40

Se fosse velar um familiar meu, não sei se me calaria!
O momento não era de festa, convenhamos que não invalida que se converse, mas num tom apropriado ao momento! Agora ali parecia a tasca da esquina!
Beijinho
Imagem de perfil

De Ana a 10.01.2018 às 11:13

Um abraço apertado. Bem, o padre devia querer consolar mas vai ter de aprender a fazê-lo com outras palavras. Meu Deus...
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:41

É lamentável, só faltou pedir que déssemos as mãos e entoássemos cânticos de alegria!
Enfim...
Imagem de perfil

De Paula Rocha a 10.01.2018 às 11:47

Nessas alturas perdemos o discernimento é certo, mas eu também acho que não me calaria.
Outra coisa que desagrada na missa dos funerais é aquela parte em que vêm com o cestinho pedir dinheiro
Já disse aos meus pais quer seja eu ou eles que dêem o dinheiro ao sr. Padre e nada de peditórios enquanto as pessoas estão num momento de dor.
Por essas e por outras estou a tentar convencer os meus a serem cremados.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:42

Neste caso não fizeram peditório, também depois de tanta parvoíce, seria o descalabro total!
Espero não ter que voltar a presenciar um momento assim, principalmente se tratar de um familiar meu, dificilmente me calarei!
Beijinho.
Sem imagem de perfil

De Cura do Stress a 10.01.2018 às 12:38

"Eu acho que assim conseguem chamar os fiéis à igreja, pois de caminho tiram o lugar aos humoristas do Stand Up Comedy" Deve ser uma sobrecarga emocional muito pesada lidar com a natureza humana durante anos... deixou umas lesões
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:43

Provavelmente! Devem querer fugir de um certo registo, mas ao mesmo tempo há que ter noção do momento e respeito pelos familiares!
Imagem de perfil

De Ladys a 10.01.2018 às 12:41

Infelizmente os funerais acabam por ser um ponto de encontro. Ainda na semana passada, com umas primas, falamos em marcar um almoço com as primas todas, pois só nos encontrávamos em casamentos e funerais :S.
E tens razão, há que ter respeito, o padre deve ter bebido o vinho fora de horas :S Bjs, Marina
Imagem de perfil

De Carlos a 10.01.2018 às 15:44

Eu continuo a achar que o almoço foi bem regadinho!

Comentar


Pág. 1/3



Mais sobre mim

Ver perfil
Seguir perfil



Detalhes passados

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



No facebook


Outros detalhes