Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





A falta que me fazes...

por Carlos, em 30.11.17

global-autos-rts-laszlo-balogh.jpg

Pois bem, faz parte de mim, se calhar de nós todos, darmos o devido valor às coisas, apenas depois de as perdermos!
Não estou a falar da família ou dos amigos, mas sim dos bens materiais.

Está a acontecer isso mesmo comigo!
Fará amanhã duas semanas que o meu carro deu o último suspiro, andei com ele o dia todo e no final do dia quando ia buscar o jantar, o bolinhas deu sinal de arranque mas logo de seguida silenciou-se e não mais o ouvi!
Chamei o mecânico, o mesmo de sempre, alegou que poderia ser o motor de arranque ou ainda a ignição! Aconselhou-me a chamar o reboque que o levou para a garagem.
O tempo foi passando e as notícias sobre a reparação do mesmo tardavam em chegar! Liguei uma vez, ainda não tinham resposta, ligo outra vez dois dias depois, dizem ter de colocar o carro na marca, ligo ontem, só na quinta a marca pegará nele, desconfiam do quadrante do conta quilómetros!
Muito bem! Mas, o que é isso?
Confesso, não percebo nada de carros! Sei conduzir, colocar gasolina e talvez ainda me lembre de como trocar um pneu, quanto ao resto é 'chinês'!
A verdade é que estando desempregado, (não quero pensar em valores de reparação!!!), estou mais por casa e não preciso do carro, contudo neste tempo todo já fui duas vezes ao centro de emprego e a uma entrevista de trabalho que só por acaso coincidiram com as folgas do gajo que mora comigo!
Senão teria de pedir favores!
Agora estou entediado em casa, posso sempre ir caminhar, mas para ir até casa da minha mãe tenho que pedir que me venham buscar! E para não estar a pedir favores a ninguém, só lá vou quando ele está de folga!
O carro dá-nos muita liberdade, podemos fazer o que quisermos e encurtamos em muito a distância que nos separa de algo ou alguém, mas só percebemos isso quando ele nos falta.
Só rezo que não venha por aí um orçamento desmedido, de resto, se for a contar com o tempo que ele lá está já pagaria uma pequena fortuna se de um hotel 5 estrelas se tratasse!
Quando pensas que estar desempregado é o pior, algo vem dizer-te que ainda pode piorar muito mais!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Detalhe fotográfico #7

por Carlos, em 29.11.17

J´ai compris tous les mots, j´ai bien compris, merci
Raisonnable et nouveau, c´est ainsi par ici

Quem não se recorda deste tema que fez a delícia de muitos jovens e adultos na década de 90?
Eu recordo-me e bem, não fosse eu Francês e ter-me apaixonado imediatamente pelo tema!
Andava na boca do povo, cantarolava-se pelos corredores da escola, queriam até que eu a cantasse na festa final do ano letivo! Conseguem conceber a imagem? Um miúdo com voz de cana rachada, típico de quem está em plena puberdade a passar de 'pito para galo' a cantar Celine Dion!
Não, não aceitei passar por tamanha humilhação!
Sempre gostei desta cantora e anos mais tarde o tema “Think Twice” marcou-me de uma forma bem tocante! E ainda hoje sabe bem recordar…
Quis muito tempo depois o destino, que cruzasse o meu olhar com um fanático pela cantora, o meu companheiro de vida! Assim que nos conhecemos, percebemos de imediato que tínhamos este gosto em comum. Ele mais do que eu, muito embora goste de alguns temas, não sou tão fã assim!
Em finais de 2013 fizemos uma viagem romântica a Paris! Tudo bem organizado, fizemos coincidir as nossas férias com a vinda da cantora à cidade luz, onde deu uma série de concertos. E como tal não podíamos desperdiçar uma oportunidade destas de a ver ao vivo! Falei com um irmão que nos garantiu os bilhetes e realizámos assim um sonho, mais dele do que meu, mas que me fez vibrar do principio ao fim! Mas que concerto! Mas que voz! Que mulher!
Partilho convosco uma foto do concerto, tenho um vídeo registado no momento em que ela canta “My heart will go on”, mas devido ao meu pensamento altruísta de que também sei cantar, estraguei-o com a minha voz! Portanto fiquem com a fotografia em mais um detalhe fotográfico!
Gostam de Celine Dion? De alguma música?

IMG_1748.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)


Doares de ti...

por Carlos, em 28.11.17

DBPusHOXkAAfAbn.jpg

Para um começo de semana, trago-vos um tema complexo e ainda, muito pouco incorporado na sociedade Portuguesa!
A doação do próprio corpo à ciência!
O ensino atual da anatomia pode usar programas de computador cada vez mais próximos da realidade, mas eles ainda não substituem a investigação em cadáveres humanos.
Numa fugaz reportagem no canal do estado neste último domingo, falavam das poucas doações cadavéricas aos hospitais universitários onde se estuda o corpo humano! Comentavam que raramente ultrapassam as 100 doações anuais, quando seriam necessárias muitas mais!
O que pensam vocês sobre este assunto? Seriam capazes de dar de vocês, um ato generoso, mesmo que já cá não estivessem para se orgulharem?

Levantar esta discussão, mais não mexe do que com a crença religiosa de cada um, porque se pensarmos de uma forma cientifica, logo perceberemos que se não tivesse havido dissecação de cadáveres, certo seria que a medicina não estaria tão desenvolvida!
Mas já que toquei na religião, para quem acredita, a ressurreição é da alma que se eleva aos céus e nunca do corpo que acaba engolido pela terra numa cerimónia do adeus que mais não é de incentivo à dor e tristeza de quem fica!
Portanto a dúvida reside substancialmente entre o altruísmo e o adeus que não se terá, pelo menos na forma a que estamos habituados!
A doação, muito embora comece em vida com a aceitação, vê a sua continuidade assim que se morre, com os familiares devidamente informados a colocarem em marcha todos os organismos para que após a cerimónia fúnebre o corpo chegue à instituição escolhida!
Confesso que trago este tema a discussão convosco, mas sinceramente não pensei muito no assunto, capaz ou não de fazer tal doação! Contudo se pensarmos que doar é acreditar num futuro que não nos pertence, estaremos pelo menos a tentar que amanhã a ciência possa dar maior resposta e com rapidez aos casos que hoje em dia se tornaram de insucesso!
Vale a pena pensar nisto e se estou a partilhar convosco pensamentos, ideias é porque o assunto de facto mexeu comigo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Ainda o Black Friday...

por Carlos, em 27.11.17

black-friday.jpg

E porquê ainda? Se nem sequer falei nela aqui…
Digo ainda, porque fiquei farto do bombardeamento de mensagens no telemóvel e no email acerca do assunto! E a navegar na internet? Quantas páginas de publicidade não encerrei…
A sério, regularizam tudo e mais alguma coisa, porque não regularizar este tipo de publicidade que aparece de todos os lados e quadrantes?
Enfim, não serei eu sozinho a mudar o mundo!
Contudo e porque em alguns comentários em blogues que fiz acerca do assunto, afirmei não me deixar levar pela moda(vinda sei lá de onde!), mas o que é certo é que fui levado pela onda consumista e na sexta feira de manhã lá estávamos os dois a calcorrear os corredores do marshopping e não totalmente satisfeitos fomos até ao norteshopping a seguir!
A minha primeira experiência até não correu assim tão mal! Pelas duas superfícies comerciais andava-se bem, tinha maior afluência de pessoas em comparação com os dias normais, mas não sufoquei, nem precisei correr atrás de nenhuma promoção!
Não entramos em todas as lojas, mas sim nas que geralmente apostamos para nos vestirmos!
Na Zara, no marshopping, percebemos que os descontos eram de 20%, acabamos por ver algumas peças de roupa para a passagem de ano, para nós é tradição uma muda de roupa completa nesta altura do ano! Ele comprou umas calças, camisa e colete, eu apenas uma camisa! O nosso desconto rondou os 22€.
Percebemos antes da compra que durante o ano os preços eram aqueles, portanto não havia ali qualquer tipo de marosca! De seguida entramos na Mr.Blue e ali achamos que durante o ano as promoções compensam mais, pois estavam a oferecer 20% desconto no total da compra, mas para isso teríamos de comprar duas ou mais unidades! Hum, não, não compensava, até porque só estávamos a pensar comprar uma unidade.
Rumamos depois ao norteshopping onde apenas fomos à Primark! Ali não havia descontos, ou melhor, havia sim mas apenas em algumas peças! Aproveitamos o lucro na Zara e acabamos por comprar pelo valor poupado, duas prendas de Natal! Essas já estão arrumadas!
Para quem dizia não aderir a modas, acabou por entrar nelas!
A experiência correu bem, pouca confusão, lojas arrumadas, roupas da estação!
Mas será que compensa assim tanto todo o frenesim que existe em torno deste dia?
No meu caso 22€ é dinheiro, um bom desconto, mas por esse dinheiro sujeitei-me a ir para confusões de onde ainda poderia trazer dores de cabeça!
Não acho que volte a repetir...pois acabam por existir outros descontos ao longo do ano, se calhar mais compensatórios!
Até mais Black Friday!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Ora adivinhem lá!

por Carlos, em 25.11.17

Para hoje um desafio!
vip-pt-28670-noticia-josh-bateson-menino-da-kinder
Quem é o rapaz da foto?

Uma pista, continua a fazer as delícias de miúdos e graúdos!

A resposta será dada aqui, mas apenas domingo à noite!

Vá arrisquem!


Bom fim de semana.
----------------------------------------------------------------------------------------------
Ora a resposta ao desafio é...

vip-pt-28670-noticia-josh-bateson-menino-da-kinder

Ora o rapaz da foto é nada mais, nada menos do que Josh Bateson, hoje com 23 anos, tornou-se mundialmente conhecido ao protagonizar a campanha dos chocolates Kinder. Passaram doze anos desde a fotografia que o tornou famoso, mas a beleza ficou e perdura.
Parabéns ao excelentíssimo anónimo que ontem resolveu deixar a resposta certa nos comentários!
Aos restantes, lamento desiludi-los, mas não, não sou eu!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Fica mais um bocado...

por Carlos, em 24.11.17

Estou tão feliz, a minha amiga regressou!
Fez-me uma visita há pouco tempo, mas foi tão apressada que nem dei por isso, nem sequer consegui matar saudade.
Umas semanas mais tarde, eis-la agora a querer-se demorar mais tempo!
Poderei respirar de alívio?
Parece que não, logo se vai…
A minha amiga sabe o quanto gosto dela, o quanto admiro o seu toque, o quanto gosto de a ouvir, mesmo quando apenas parece sussurrar, ela é como alimento à minha alma!
Ouve todos os meus desabafos e mistura as minhas lágrimas no seu pranto!
Oh amiga, é tão bom ouvir-te de novo!


“-Ouvi dizer que ele também vem!"
"-Quem?"
"-O teu companheiro?”

“-Ainda não chegou, mas vai chegar, talvez mais tarde!”


Se um para me aturar já é bom, os dois juntos vai ser fantástico.
Tenho muito para lhes contar, da última vez ficamos com a conversa a meio, mas desta vez, apesar de não ser para ficar, vou tentar falar muito, vou tentar fazer-te demorar amiga!
Só assim me sentirei mais aliviado!
Só assim Portugal poderá respirar de alívio…
Amiga chuva, amigo vento, porque não ficam mais um bocado?

wallpapers-atristicos-de-chuva.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Porra lá pr'á castanha!

por Carlos, em 23.11.17

“-Por onde anda ela?
-Quem?
-A castanha!
-A castanha?!
-Sim, a porra da castanha!”


Distanciados vão os tempos que tudo era justificação para juntar os amigos!
Longe os tempos que o Magusto era sinónimo de uma boa almoçarada em casa de um de nós!
Longe, bem longe…
Um almoço preparado a rigor, onde a castanha era o detalhe, ou um lanche ajantarado onde a castanha era a rainha, fazia o deleite de todos nós quando na verdade ficávamos mais felizes por nos reunirmos novamente!
E agora por onde anda a Castanha? E os amigos?
Bem os amigos, casaram! Os amigos ganharam novos amigos! Uns divorciaram-se e resolveram dar o grito do ipiranga! Outra ficou viúva e desapareceu! Mas no fundo, bem lá no fundo eu sei que, se tudo terminou foi porque deixaram de ser os mesmos de sempre a acertar, a ofertar a casa, a cozinhar e muitas vezes a brindar o resto do grupo com o repasto por inteiro!
E a castanha?
Dizem que está fraca, a seca extrema acabou com ela!

23519317_10209921546267738_5916942294453700183_n.j

 

Ainda a vi no supermercado, olhei-a de soslaio com saudade, mas não parei…
Ainda acreditei que este ano alguém se lembrasse de voltarmos a reunir à mesa, golpeando-a enquanto se contariam as histórias do dia-a-dia, pelando-a enquanto se saborearia um bom vinho, tomando das palavras de quem efusivamente vive a época, no fundo aproveitando o convívio em questão!
Ai a castanha que este ano não a provei, apenas a cheirei!
E que me deixou relembrar...
Pelas ruas do Porto, num sábado de calor, lá estava ela na brasa, ali bem perto da Estação de São Bento! Cheirei-a, abriu-me o apetite, mas era hora de almoçar…
Pensei! Depois do espetáculo, passarei aqui!
Mas depois, já não me lembrei.
Porque no fundo a castanha só faria sentido entre amigos, como sempre foi!
Não comi uma sequer este ano!
A castanha fugiu-me!
E os amigos?
Os amigos igualmente!
Porra lá pr'á castanha!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O Sapo pediu...

por Carlos, em 22.11.17

...e cá estou eu!
ideia é, partilharmos a foto mais deslumbrante que tiramos este ano e juntarmos a tag paisagens de 2017.
Após selecção por parte da equipa do sapo, algumas das fotografias serão utilizadas em futuros templates!
Eu, como grande apreciador do fenómeno natural que todos os dias encerra o dia, o pôr-do-sol, e como verdadeiro apaixonado pelo meu Porto, tenho algumas fotos que quero partilhar!
Já ficaria feliz se pelo menos uma delas servisse de inspiração...

22851856_10209829420884661_4247561987805482370_n.j

22852030_10209829493206469_3707306375074767920_n.j

22885870_10209829422044690_1988275593034822225_n.j

22894063_10209829421524677_6780924537315122806_n.j

22815119_10209829467805834_8088691746620796569_n.j

22815555_10209829468605854_1981700722447941697_n.j

22853063_10209829468045840_340534751260981710_n.jp

E vocês já partilharam a vossa?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Seca extrema, seca severa.

por Carlos, em 21.11.17

secaportugal_01.jpg

Os incêndios catastróficos no nosso país alertou-nos para uma verdade nua e crua, o território nacional atravessa um período de seca extrema, algo que não se via há quase 90 anos!
Falam os entendidos que a 15 de Novembro tínhamos cerca de 6% do território nacional em seca severa e 94% em seca extrema.
E as previsões de chuva a longo prazo não são nada animadoras no que toca ao enchimento de albufeiras e barragens ao longo do nosso país!
Estamos com mínimos históricos nas reservas de água das bacias hidrográficas do rio Douro e do rio Minho que nascem no país vizinho.
Este é um problema sério com repercussões nada animadoras!
A escassez e o
acrescento de preços de certos alimentos vai começar a fazer-se sentir, como é o caso da cereja, da amêndoa, da azeitona ou até do arroz agulha e do milho que podem nem sequer chegar a serem plantados. A qualidade da castanha, do dióspiro e das laranjas também será bastante afetada! Não menos importante, a carne que nos chega à mesa e o queijo, poderá perder muita da qualidade em virtude da falta de sustento ao gado!

Para não falarmos do valor dos frutos secos que por altura do Natal atingem preços exorbitantes, estes podem gorar todas as expectativas e falharem na mesa de consoada ou então chegarem aos 100€\kg.
Um cenário nada animador para a evolução da nossa economia e que se vai fazer sentir também nas nossas carteiras.
Cientes do problema, vários organismos públicos estão já a acautelar os gastos diários com este bem natural que nos falta
Prova disso, o Metro de Lisboa que anunciou uma redução do consumo de água, assim como a Câmara de Lisboa que vai condicionar as regas e as fontes da cidade!
E nós o que podemos fazer para pouparmos o consumo
Estou em crer que não tardará no valor final da fatura da água vir refletido mais um imposto, mais um aumento às custas desta problemática  
Portanto o ideal é começarmos já a pouparmos, fazermos um esforço de racionalização do nosso consumo de água, seja usando as máquinas de lavar só quando estiverem cheias, instalando redutores de caudal nas torneiras, fazermos um reaproveitamento da água usada sempre que possível e fechar a torneira ou o chuveiro quando não estivermos a necessitar do mesmo.
São pequenos gestos que poderão fazer uma grande diferença!
Vocês têm feito alguma coisa?

Autoria e outros dados (tags, etc)


O detalhe... by Gaffe

por Carlos, em 20.11.17

“A dimensão do que se chama "detalhe": a leveza, o facilmente perdido, a fragilidade, a capacidade de voar perante a nossa desatenção.
É curioso o conceito que cada um ergue desta palavra e, no entanto, o detalhe é sempre um elemento de fragilidade intensa, porque a desatenção torna-o invisível, ou capaz de se diluir na água do conjunto. É talvez a mais delicada das evidências, capaz de esvoaçar sem disso darmos conta, ou pousar no chão como caído do corpo de um pássaro que no voo deixou tombar a importância de todo o pormenor que o ergue no espaço.” Gaffe

20748935_4bCh6.jpeg

E assim se inspirou a Gaffe a quem eu pedi ajuda para mudar aqui o meu blogue, o meu espaço, 'apenas um detalhe', onde continuo a escrever com gosto e entusiasmo!

Alterações efetuadas e percebo sobretudo que esta conseguiu demonstrar, pôr a nu um pouco mais da alma do autor, pois o saber fazer bem feito as vezes é um simples detalhe!
Obrigado Gaffe. 
Ainda pensei alterar o nome deste espaço que mais não é do que um diário onde despejo as minhas opiniões, frustrações, a inspiração e os meus sonhos, contudo não existe motivo válido para o fazer quando este foi pensado ao pormenor na altura em que o criei.
Porque para mim, a vida passa muito pelo detalhe, assim como a felicidade ou a nossa personalidade. Senão vejamos:
O amor está nos pequenos detalhes: um abraço apertado, dormir abraçado, ler um livro ao lado da pessoa amada, aguardar com ansiedade o seu telefonema, pensar na relação, sentir o perfume e sorrir quando de repente lembrarmos da vida a dois.
Um simples detalhe pode mudar as regras do jogo e até o resultado final!
Um simples detalhe pode alterar a opinião que tem a nosso respeito e o contrário também!
Um simples detalhe naquele sonho pode mudar a forma como o encaramos e só quem sonha acordado sabe que os detalhes mais simples são os mais belos.
Os pequenos detalhes estão presentes no nosso dia a dia, na nossa vida!
Portanto não faria sentido mudar agora!
Mais uma vez obrigado Gaffe pelo trabalho excelente!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Detalhe musical #8

por Carlos, em 18.11.17

Lembrei-me de partilhar hoje esta música convosco, não só por a achar fantástica e me acompanhar ao longo dos anos como também porque se calhar estou neste momento a precisar de uns bons ventos de mudança!
Este tema data de 1990\1991 e fez um sucesso enorme na altura! E apesar dos anos que foram passando, ainda hoje toca em algumas rádios e principalmente no programa Oceano Pacífico das noites da RFM.
Lembro-me bem, no ínicio da década a minha irmã ter esta música gravada em cassete (já ninguém sabe o que isso era) e eu sempre que podia, ouvia-a e voltava a ouvir, vezes sem conta!
É um tema bem romântico, daqueles que se tornou imortal.
Fiquem então com Scorpions com o tema Wind Of Change! 
Conhecem?

Bom fim de semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)


A minha primeira vez...

por Carlos, em 17.11.17

Bem, hoje venho falar-vos da minha primeira vez!
Sim é verdade!
Quero partilhar convosco como foi, quando foi e o que senti!
A primeira vez que comi um dióspiro de roer!

Diospiro_perssimon.jpg

Se há fruta que eu adoro é o dióspiro (de abrir, geralmente mais macio e vermelho) e este ano se não me engano já me deliciei com duas embalagens deste fruto que prolifera pelas superfícies comerciais nesta estação do ano, o Outono!
Cá em casa só eu é que gosto, fomentando uma cara de nauseado no meu companheiro que só de me ver a comer, revira os olhos!
Há cerca de um ano, ou dois, comecei a ouvir falar dos dióspiros Perssimon, chamados de forma corriqueira, de roer! Famosos pela sua textura a fazer lembrar uma maçã, aliás, come-se de igual modo pois é mais rijo e cor mais alaranjada!
Então por estes dias, numa ida ao hipermercado, vi-os a olhar para mim e resolvi comprar!
É hoje, pensei eu, hoje vou provar o tão famoso dióspiro de roer!
Só que não…
Comprei duas unidades, podia não gostar, mas o senhor meu companheiro fez questão de comprar mais algumas coisas com as quais fez uma sobremesa!
Resumindo, ou comia o doce que ele confecionou ou comia o dióspiro!
Ganhou a sobremesa!
Então hoje lembrei-me na hora do lanche, de provar um!
Confesso que não li como se comia! Será que podia comer com casca? Não sei…
Apenas sei que o descasquei, como quem descasca uma maçã e assim o comi!
Não estranhei no inicio, mas digamos que me quer parecer que enjoei um pouco no final!
Só quando comer o segundo poderei tirar a teima!
É bom, o paladar do dióspiro está lá, reconheci-o, talvez repita, pois é de fácil manuseamento, pelo menos fora de casa!
Contudo fiquei com a leve impressão que prefiro o dióspiro mais macio e avermelhado!
Para os que desconhecem, deixo-vos alguns benefícios deste fruto que eu próprio desconhecia!
.Promove a perda de peso.
.Protege e nutre dos olhos.
.Melhora o sistema digestivo.
.Melhora o sistema digestivo.
.Protege do Envelhecimento.
.Proteger da doença comum.
.Desintoxicar o corpo.

É só benefícios como podem ler...
E vocês gostam de dióspiro?

Autoria e outros dados (tags, etc)


O corte

por Carlos, em 16.11.17

Ontem foi dia de ir ao corte!
Aliás, fomos os dois! Desde há um ano que assim acontece…
Sempre gostei de ter o cabelo curto e arranjado, desde catraio que sou assim, talvez porque vivia ao lado de uma cabeleireira e como me dava bem com a neta da proprietária, faziam de mim a cobaia ao experimentar um corte novo ou até uma nova máquina servia para treinarem em mim!
Ganhei o gosto e desde então que passar dois meses sem ir ao barbeiro\cabeleireiro é raro, praticamente impossível para mim!
Portanto há cerca de um ano que nos falaram de um jovem que faz assim uns cortes modernos a preços bastante competitivos em relação a outros barbeiros do género!
Aqui pela zona um bom barbeiro paga-se bem, e quando digo bem, rondam os 20€ o corte e aparar a barba, existem outros que levam esse valor apenas pelo corte! Sinceramente fica um pouco caro e depois como somos dois a usar barba, ficaria por uma pequena fortuna.
E os tempos não estão para grandes gastos!
Então e voltando ao jovem que faz uns cortes actuais, falaram-nos dele e resolvemos experimentar! Não fica perto, pois temos que nos dirigir a Vila Nova de Famalicão e ainda, temos uma portagem a pagar, contudo o preço e a amizade que se construiu recompensam a distância que percorremos!
O êxito do espaço deve-se muito ao talento deste jovem, tem a casa sempre cheia e por vezes tem que rejeitar clientes porque não consegue atender a todos.
O bom paga-se caro, diz o velho ditado, contudo não se aplica neste caso, onde o bom sai barato espelhando um serviço verdadeiramente profissional!

77c6c9bc03ce78c38476ced035daab47.jpg(A foto mostra o tipo de corte e apenas isso, quanto ao modelo desenganem-se meninas e meninos, não sou eu!)

Autoria e outros dados (tags, etc)


A chama (2ªparte)

por Carlos, em 14.11.17

A+vida+é+como+uma+vela+que+vai+ardendo,+quando+ch

Até que…
Um dia, recebo uma mensagem!
O simples tocar da aplicação fez-me estremecer! Já deveria ter desligado aquela merda, afinal só o usava para ti, por ti!
Não fazia sentido continuar ali a aplicação, mas no fundo aquela réstia de esperança que voltasses resistia em mim e nunca mais a apaguei!
Assim que pego no telemóvel e percebo que tinha uma mensagem tua, pensei, não lhe vou dar mais conversa.
Pensei, mas não agi conforme!
Quebrei ali todas as minhas promessas de nunca mais querer saber de ti e vi-me a responder de forma célere, como se os meses de sofrimento na tua ausência não tivessem sido árduos!
O que querias tu?
Prazer, não o disseste, mas deste-o a perceber, prazer apenas e nada mais!
Mas tudo estava mudado, a forma como escrevias perdia ali a magia de outrora, as palavras que faziam de ti um ser belo e cativante, mostraram-me algo completamente demudado!
O que é que eu faço agora?
Eu sabia a resposta que iria dar, sabia, mas também sabia qual seria na verdade a resposta mais acertada!
Depois de tudo o que eu passei? Depois das lágrimas? Depois das tentativas em falar-te? Depois de tudo e mais alguma coisa, eu…
...disse sim!
Anda daí!
Naquela hora que nos separava, vi desfilar na minha memória todas as imagens do que acontecera no passado, uns meses atrás!
O nosso pecado, o nosso vício!
Ao mesmo tempo que te lembrava, o meu coração desassossegava entre o medo do reencontro e a saudade que sempre esteve presente em mim!
E tu?
Terias saudades?
Abri-te a porta e as palavras ficaram presas em mim, refleti-as apenas no abraço que demos e que nos empurrou de novo a uma entrega!
Devolvemos os nossos corpos ao desejo num misto de saudade e tesão!
Não me lembrei de mais nada!
Ali estávamos, suados, juntos como um só, a repetir com a mesma intensidade todo o nosso libido, todo o nosso delírio!
Repousamos um do outro!
Foi então que pude apreciar a nudez do teu corpo, que sempre me deste em troca da nudez das minhas palavras que tudo quiseram dizer outrora!
Enquanto os meus dedos tocavam cada poro da tua pele, voltei a recordar tudo o que vivemos, o que me fizeste sofrer e prantear, mesmo que nunca me tenhas prometido nada!
Fechei os olhos e abracei-te com força!
E foi então...
Que ali senti, que não me pertencias afinal!
Porque somos o desejo, a carne e apenas isso!
E que enquanto ambos quisermos, existirá sim, uma bela amizade e um fugaz instante de prazer!
Mas apenas enquanto ambos quisermos!
É que afinal...
A chama que julgava ainda existir, morreu!
Não ali, mas nos meses em que não vieste para ficar!
Fim

Autoria e outros dados (tags, etc)


A chama (1ªparte)

por Carlos, em 13.11.17

23472037_1932759443644694_1565105758806034511_n.jp

Chegaste até mim, por caminhos tortuosos, os mesmos que me decidi a percorrer na imensidão da noite e do pecado!
Sabia eu que todo o abraço seria em vão, dissimulados pelo desejo da carne que nada mais pedia do que um fugaz instante de prazer! 
A vida é feita de pequenos prazeres, não podemos fugir deles!
Assim pensava eu, assim pensavas tu, não fossemos errando na quantidade de encontros que se sucederam.
Não percebi à partida o que estava a acontecer, mas o tempo fez-me compreender que o prazer carnal era forte, muito forte, mas algo mais forte ainda estava a suceder-se!
Perdemos a noção do limite imposto por mim e ali mesmo tomaste muito mais do admitido e deixei que o coração levasse a melhor sobre mim e vi-me a abraçar vezes sem conta, não a sombra que em breves minutos me fazia companhia, mas sim a alma que a partir daquele instante me fazia sonhar, ansiar e ousar!
Foram tempos de encanto em que me deixei navegar por águas serenas em oceano traiçoeiro!
Desenhei vezes sem conta aquele sorriso nos meus sonhos, fiz planos que no fundo eu sabia, seriam em vão!
Colori os meus dias com aquelas palavras que nada diziam, mas que para mim, tudo queriam!
Sim deixei-me enfeitiçar e tudo porque, contra todos os meus princípios permiti-me percorrer vezes sem conta a imensidão daquela noite, repetindo o pecado que já não era só meu, mas sim nosso!
O nosso pecado, o nosso vício!
Os dias viraram semanas e as semanas meses até que tu não apareceste mais!
Voltaste a não aparecer no dia seguinte, nem na noite e noutras tantas que se sucederam...
Ainda navegava eu por águas calmas, quando aí percebi quão traidor o oceano podia ser e sofri das maiores intempéries da minha vida!
A saudade fez-se sentir e nada amparava as minhas lágrimas!
A magia tinha-se quebrado com o silêncio que fizeste crescer entre nós!
Eu sabia, eu sabia que não era para sempre, eu sabia que a noite do pecado escondia verdades nuas e cruas difíceis de depreender!
Mesmo que a tua verdade nunca tenha deslindado, acreditava naquilo que tu me davas!
E assim o tempo foi passando, sentindo a dor da saudade, uma tristeza solitária, sempre na esperança de um regresso...que não aconteceu!
Perdi o que nunca tive e aprendi ali, a não elevar muito a chama de lume ardente!
O melhor mesmo é vivermos as emoções em lume brando!

Aos poucos desvaneceu-se a imagem de ti, do teu sorriso, do teu olhar!
Aos poucos a chama foi diminuindo e com ela a dor começava também a dissipar-se!
Até que...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Detalhe teatral #1

por Carlos, em 12.11.17

Simone_TL_7550x470.jpg

Este sábado fomos ver Simone O Musical ao Coliseu do Porto!
Fui mais por ele, que conseguiu convencer-me e que sem expectativa alguma aceitei acompanhá-lo.
Simone de Oliveira, com 79 anos de idade e 60 de carreira, é a protagonista deste musical, é uma homenagem à própria onde em dois atos apenas, retrata a sua história e a evolução das mentalidades em Portugal.
Engana-se  quem pensa que este é apenas um musical em nome próprio pois durante as mais de duas horas de espectáculo a sua história cruza-se com a de Varela Silva, Ary dos Santos, Carlos do Carmo, David Mourão-Ferreira e Henrique Mendes.
É um espectáculo recheado de humor e muitos momentos musicais.
Saí de lá surpreendido, desconhecia alguns factos da sua vida, como por exemplo o caso com Henrique Mendes!
Não sei por onde a peça vai passar, mas aconselho para quem gostar do género a assistir, pois vale bem a pena!
Ainda do elenco deste musical fazem parte nomes bem conhecidos dos portugueses, como é o caso de FF, José Raposo, Maria João Abreu, Marta Andrino, Pedro Pernas, Rúben Madureira, Sissi Martins e Soraia Tavares.
Tudo actores bem experientes e que fizeram de Simone O Musical um espectáculo digno de se ver!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Biggest fail

por Carlos, em 10.11.17

download-3.jpg

Cá por casa, somos unânimes, ambos gostamos imenso de ver os realitys shows da TVI, principalmente os apresentados pela Teresa Guilherme!
Por mim falo, este 'amor' começou com a primeira edição do Big Brother já lá vão uns bons anos!
Casa dos Segredos, A Quinta das Celebridades, A Quinta foram formatos a que assistimos regularmente, até mesmo o Love on Top nos habituamos a ver, contudo de uma forma mais irregular, nunca nos revimos no formato!
Até que a TVI se lembrou de produzir o BIGGEST DEAL e colocar uns quantos concorrentes mais ao menos famosos a venderem serviços afim de arrecadar algum dinheiro para algumas causas! A ideia é boa, é louvável o objectivo final, mas não resultou!
A TVI ainda não percebeu que para quem gosta de reality shows, quer ver outro tipo de concorrentes, anónimos e de preferência fechados, sem acesso ao exterior! São condicionantes que conseguem mexer com a personalidade dos concorrentes e com o jogo em si!
Eu próprio prefiro concorrentes anónimos...
É verdade que este tipo de programas não nos acrescenta nada, mas como costumava dizer, depois de um dia de trabalho, desligava por completo da rotina e dos dias menos bons às custas do programa! Pelo menos ao ver aquilo, sempre nos rimos da palermice dos outros, sobretudo da nossa juventude que julga ter alcançado o estrelato às custas da sua participação!
Surgiu hoje a notícia que o Biggest Deal terminará sábado (este ou o próximo, não sei!!!), portanto não chega ao final do ano!
Um 'biggest fail' para a TVI que não deixará saudades!
Entretanto já anunciaram a chegada do Secret Story no inicio de 2018!
Fica a questão! 
Com que programa brindaremos à entrada do novo ano?
E ainda quem irá apresentar o SS7?
A Teresa havia dito que não apresentaria mais nenhum reality show e que, se aceitou o Biggest Deal foi por ser diferente...
Veremos!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O valor dos veterinários

por Carlos, em 09.11.17

"Se não tem dinheiro para cuidar de um animal de estimação, é simples, não adopte!"
Sinceramente cada vez mais esta frase faz sentido, sobretudo pelos casos que conheço de perto e por experiência própria também!
Como já referi algumas vezes por aqui, temos uma gata cá em casa! 

20171109_194443.jpg

A nossa menina, a Yra!
Na chegada dela, tratamos de lhe dar todas as vacinas de forma a poder ser castrada e também porque era imperativo para nós termos um animal cuidado cá em casa! Acontece que chegou um momento e tivemos de deixar as idas ao veterinário para segundo plano e porquê? Porque infelizmente numa dessas visitas ao médico e porque estava magrinha, com exames, vacinas e guia de tratamento deixamos lá 90 euros! É certo que lhe detectaram uma doença e segundo as veterinárias teria de lhe fazer um tratamento mensal!
Meus amigos, num mês deixei lá 90€, quantos mais 90€ teria de lá deixar?
É que tirando o dentista, onde pagamos bem, não gastamos isto connosco!
Decidimos em conjunto deixar para segundo plano as idas ao veterinário e o que é certo é que já lá vão alguns anos e a Yra está bem e recomenda-se!
Com o peso ideal, boa alimentação e com uma dose extra de mimo é a nossa menina protectora! Sim não deixa ninguém chegar perto!
Na minha família tenho casos graves em que levaram ao internamento de alguns animais e pelos quais se pagou balúrdios! Eram situações limite e que felizmente terminaram bem, mas com umas boas centenas de euros a menos na carteira!
O caso mais recente e que infelizmente ainda se encontra internada, temos em casa da minha mãe uma cadela de grande porte a quem apareceram uns tumores nos ovários e que resultaram na urgência de uma operação para lhe retirarem ovários e o útero! Para além de que já poderia haver vestígios de problemas mamários!
Esta cadela, a India, durante anos , teve periodos de passar por "gravidezes psicológicas" que já poderiam estar a revelar algum problema mais sério, mas estes sintomas foram sempre desvalorizados!
Mas voltando ao assunto deste texto, o valor gasto na operação e tratamento da cadela, ronda os 700€!
Meus amigos, quem tem este dinheiro para dispôr no tratamento de um animal?
É que os riscos envolvidos numa operação são enormes, podemos perder o dinheiro e o animal!
E neste caso em concreto a recuperação está a tornar-se lenta devido à fuga de sangue contaminado para outros orgãos durante a cirurgia, o que agora resulta numa infecção difícil de controlar e a agravar ainda mais uma anemia!
Receio que não recupere, voltou a ficar internada!
E se não resultar? O dinheiro que se perdeu, não volta!
Mas, porque não a existência de hospitais veterinários públicos?
Afinal descontamos tanto dinheiro, porque é que o estado não ajuda?
Cada vez mais, ter um animal de estimação virou um luxo que não é para todas as carteiras!
Pelo menos para a minha não dá!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Detalhe curto #3

por Carlos, em 08.11.17

centro-de-emprego.jpg
Esta segunda-feira recebi uma carta em casa para comparecer ontem dia 7 no centro de emprego, que no meu caso, é na cidade vizinha!
Não me perguntem porquê ter de percorrer esta distância enorme, porque não quero chatear-me mais com isso!
O motivo da convocatória vinha descrito na carta, era para responder a uma oferta de trabalho\emprego!
Excelente, vamos lá, era a primeira vez que chamavam com este intuíto!
Chego ao local entrego em mão a convocatória e pedem-me para aguardar.
Entretanto percebo que estávamos vários à espera do mesmo.
Chegou então um individuo que pegou em todos os papeis e chamou-nos em conjunto a uma sala à parte onde geralmente tenho as sessões de esclarecimento sobre direitos e deveres como desempregado!
As palavras do senhor foram as seguintes;
-Boa tarde, podem sentar-se!
A maioria já estava sentada, e continuou...
-O motivo da vossa vinda aqui, considerava uma oferta de emprego, contudo a mesma ficou sem efeito pois fomos alertados pela entidade empregadora que a mesma já estava ocupada! Pedimos imensa desculpa, podem sair!
A sério? Fiz eu cerca de 20 km para isto?! Estão a gozar comigo?!
E é isto que se faz quando se está desempregado, gasta-se gasolina para nada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


As capas da CRISTINA!

por Carlos, em 07.11.17

 

20726715_IsqGa.jpeg20726787_RZ9Pu.jpeg

20726717_4rb2K.jpeg20726718_KH9Ws.jpeg
Este mês a revista Cristina chegou-nos às bancas com quatro capas diferentes, com quatro histórias de vida diferentes!
Portanto será à escolha do freguês!
Já escolheram a vossa?
Nós cá em casa fomos unânimes na decisão, só não fomos numa segunda hipótese de escolha caso esgotasse a primeira!
Mas já lá vamos...
Falando das capas, uma a uma!
O Virgul, o cantor do famoso hit Rainha, ao que parece terá dado à CRISTINA a sua primeira entrevista! Desde pasteleiro até cantor, fala da sua vida numa entrevista intimista feita pela prórpia Cristina Ferreira! Onde se percebe que todas as músicas dele falam de desgostos, muitos deles experiênciados pelo próprio.
A Lili Caneças, surge numa capa ousada, erótica, com um modelo americano muito conhecido! No alto dos seus 73 anos, sem medos, ousou para as objectivas dos fotógrafos numa sessão fotográfica fantástica. Segundo Cristina Ferreira e eu próprio confirmei, nas redes sociais não faltam críticas negativas 'à velha que devia ter juízo'! Ainda Cristina Ferreira diz que recebeu telefonemas a darem-lhe os parabéns por esta capa que em qualquer parte do mundo faria sucesso, ao que ela respondeu!
"Pois, mas estamos em Portugal!"
Lujbomir Stanisic faz capa com a esposa, numa produção bastante sensual! A esposa foi quem o entrevistou, a pessoa que melhor o conhece! A pessoa que foi ao mundo desconhecido do grande público e desafiou o marido a contá-lo numa entrevista bastante sincera e emotiva! Existe uma história que conta, tinha 17 anos...vale mesmo a pena lêr!
A Alexandra Lencastre confesso, adoro esta mulher, deixou-se entrevistar por Manuel Luís Goucha! Numa conversa intimista com o apresentador foram colocadas a nu muitas fragilidades da actriz que para muitos continua a ser uma incógnita! Mas quem é a Alexandra afinal?
São quatro capas bastante interessantes e é dada ao leitor a possibilidade de escolher a sua!
Gosto de todas elas, talvez a que goste menos seja a do Virgul. Quanto às restantes, Lujbomir deixou-me curioso de ler a entrevista, contudo, apesar de uma capa apelativa, talvez pela postura dele perante o programa que teve na TVI, não causou muito impacto em mim!
A capa da Alexandra está bonita, mas muito simples, mas como gosto imenso dela seria a minha segunda escolha!
Fica a faltar a que realmente escolhemos de uma forma unânime cá em casa, talvez a mais inesperada, a mais ousada!
A da Lili Caneças!
A mesma que causou furor nas redes sociais, a mesma que alguns canais da concorrência resolveram condenar, a mesma que alimentou os haters que basicamente nada mais sabem fazer do que destilar veneno de cara escondida!
Para mim esta é a capa, se bem que todas as outras estão no interior da revista, mas escolhi esta, porque gostei, porque gosto de gente que sabe enfrentar, que ousa e não está nem aí para o que possam dizer dela!
Como diz Manuel Luís Goucha!
"Nada na vida é uma questão de idade, mas sim de atitude!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

Ver perfil
Seguir perfil



Detalhes passados

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D



No facebook


Outros detalhes